A Natureza do Brasil no Piano de Villa-Lobos – [The Nature of Brazil in Villa-Lobos’ Piano Music]

A Natureza do Brasil no Piano de Villa-Lobos - Editora Soares

“A Natureza do Brasil no Piano de Villa-Lobos” é fruto de um trabalho primoroso, que vem enriquecer, pelo seu ineditismo, a bibliografia do nosso grande compositor, abordando aspectos de sua obra pianística até então não salientados.

O livro chama a atenção para a necessidade de uma leitura mais sutil e fundamentada culturalmente dos símbolos musicais em Villa-Lobos, explorando uma importante faceta do compositor, presente em toda a sua obra: a representação de elementos da natureza do Brasil na música. O tema é abordado de uma forma precisa e inspiradora.

O livro está escrito em uma linguagem acessível não só aos músicos, mas ao público em geral. Ele é dirigido a todos os que amam a Música, especialmente a Música Brasileira.

[“The Nature of Brazil in Villa-Lobos’ Piano Music” is the offspring of a refined and pioneering work that adds itself to the bibliography of our great composer by analyzing some not yet emphasized aspects of this piano works.

The book highlights the need for a more subtle and culturally grounded reading of musical symbols in Villa-Lobos’ work, exploring a very important aspect of the composer, present in all his oeuvre: the representation  of elements from Brazilian nature in music. The text approaches this subject in a precise and inspiring way.

This book is written in a language that can be understood not only by musicians, but also by the general public. It is targeted at all the people who love Music, particularly Brazilian Music.]

 

Categorias:

Formato Impresso:

23 x 28 cm

Quantidade de Páginas:

135

Obra Ilustrada:

Sim

ISBN:

978-85-92546-52-6

Autor(a):

Jose Carlos Vasconcellos dos Reis

Sobre o Autor(a):

José Carlos Vasconcellos dos Reis teve sua formação musical desenvolvida inicialmente pela Profa. Aracy Pereira da Silva, notável pianista brasileira, herdeira de uma tradição que remonta aos grandes mestres dos quais foi discípula direta: Henrique Oswald, Alfredo Oswald, João Souza Lima e Tomás Terán. A partir de meados dos anos 1990, passou a tocar em recitais de piano no Brasil. Integrou também um duo pianístico com Aracy Pereira da Silva, com intensa atividade no Rio de Janeiro, desenvolvendo, durante quase 10 anos, um trabalho de divulgação de um grande repertório para essa formação, com ênfase em autores brasileiros. Paralelamente, José Carlos frequentou aulas e “Master Classes” do pianista Luiz Carlos de Moura Castro, no Conservatório Brasileiro de Música e nos Seminários de Música Pró-Arte. Com o estímulo do Prof. Moura Castro, participou de Festivais Internacionais de Música na Europa, a partir de 2001, em Portugal, na Espanha e na Itália, ocasiões em que teve oportunidade de estudar com mestres como Helena Sá e Costa (Portugal) e Ludovica Mosca (Espanha), além de apresentar-se em recitais, sempre procurando divulgar também a música brasileira, como um recital em Estoril só com obras para piano de Henrique Oswald. A partir de 2006, passou a aperfeiçoar-se com a Profa. Myrian Dauelsberg. Além da execução dos autores mais consagrados do repertório, procura sempre tocar e divulgar obras dos grandes compositores brasileiros em suas apresentações. Nesse sentido, em 2012 participou do ciclo de concertos “O Romantismo no DNA da Música Brasileira”, realizado pela Dellarte no auditório de Furnas, no Rio de Janeiro, dedicado às obras de compositores românticos do Brasil. Apresenta-se também, regularmente, no Centro Cultural Francisco Mignone, sempre em recitais de música brasileira. Em 2013, tocou no "24me Concurs International des Grands Amateurs du Piano", em Paris, interpretando Villa-Lobos. Desde 2014, tem-se apresentado regularmente no Projeto Música no Museu, com recitais no Museu Nacional de Belas Artes, Centro Cultural Banco do Brasil, Centro Cultural da Justiça Federal, Museu de Arte Moderna, Museu da República (Palácio do Catete) e Palácio São Clemente (Consulado de Portugal no Rio de Janeiro). Em novembro de 2017, a convite da Academia de Letras e Artes de Goiás e da Secretaria de Cultura daquele Estado, deu um concerto no Teatro Goiânia por ocasião das homenagens pelos 90 anos da lendária pianista brasileira Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça. Recentemente, em março de 2018, deu recitais na Europa, pelo projeto Música no Museu Internacional, no Palácio Foz (Lisboa), no Museu Nacional Machado de Castro (Coimbra) e na Embaixada do Brasil na Alemanha (Berlim). Escreveu a tese “A Natureza do Brasil no Piano de Villa-Lobos”, pela qual tomou posse, em 5 de outubro de 2016, como membro efetivo da Academia Nacional de Música, na qual ocupa a Cadeira de nº 47. Essa tese, com algumas adaptações e desenvolvimentos posteriores, deu origem ao livro de mesmo nome, ora publicado pela Editora Soares. É também Mestre em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Procurador do Estado do Rio de Janeiro e professor de Direito Constitucional da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Estado:

RJ